segunda-feira, 11 de junho de 2012

Versos, pensamentos 13



Houve um tempo que eu precisava  de amor. Amar sem medida, sem
 medo de entregar toda e qualquer parte de mim, Mas me doar por
 inteira, sempre foi um problema, eu me doava demais e recebia de
 menos. Eu amei demais, e nunca fui amada. Hoje isso me causa
 dor. Me doar por inteira sem contrapartida, amar demais, sem
ser correspondida. Rasga o peito, fere o meu eu. Eu não quero
 mais me doar para ninguém, hoje eu só quero receber, receber
 amor, carinho, atenção. Hoje eu só quero me sentir amada, 
pra quem sabe um dia, conseguir encontrar as 
partes minhas que doei á quem não merecia.







“E se tu olhares, durante muito tempo, para um abismo, 

o abismo também olha para dentro de ti.” 
Friedrich Nietzsche.







Eu não sei explicar, mas o coração da gente muitas vezes nos
 mostra caminhos que até mesmo sob o sol quente e ensolarado os
 olhos jamais conseguiriam enxergar. O problema está na maneira
 que percebo e sinto tudo ao meu redor… e quando meu coração
 diz que devo me arriscar algo me faz recuar. E mais uma vez 
me tranco no meu quarto semi-escuro e de frente à parede 
repleta de fotos e lembranças fico perplexa e inerte. É a 
solidão que vem como serpente ninja e se alinha aos meus 
medos me destruindo e me jogando no chão. Então amor, 
quando me vires assim, estenda sua mão, 
não me pergunte nada, apenas cuide de mim...







“Em lençóis de pedra repousa minha alma, dentre cacos afiados dos pedaços de minha alma. Por mais que tudo que vivi faça parte de minhas amargas memórias, jamais fez parte de minha alegria. Meu refúgio sempre foi o desconhecido, o inexistente, o utópico. Jamais haveria acalanto à minha felicidade neste cenário de tragédias a tal ponto catastrófico.Fiz-me ao mundo como feliz. Minto lágrimas com sorrisos convincentes, adoecendo meus 
dias que ainda hão de vir. Exponho a farsa do que não sinto, 
para chorar por dentro dos olhos tudo o que gostaria de gritar.”





Antes de julgar a minha vida ou o meu caráter… calce os meus
 sapatos e percorra o caminho que eu percorri, viva as minhas
 tristezas, as minhas dúvidas e as minhas alegrias. Percorra os
 anos que eu percorri, tropece onde eu tropecei e levante-se assim
 como eu fiz. E então, só aí poderás julgar. Cada um tem a sua 
própria história. Não compare a sua vida com a dos outros.
 Você não sabe como foi o caminho que eles tiveram que 
trilhar na vida.
 Clarisse Lispector








Diante da vida meus olhos teimam em se manter abertos. Não sei 
se é pelo fato de já ter conhecido seu lado mais doloroso ou se é
 por ser atenta a todos os detalhes que traçam de forma tão perfeita as incorreções do amor. A vida e o amor, as vezes tenho 
a impressão que eu não existiria sem ele. Sem o amor morreria
 aqui, agora. E as suas incertezas? Bom, são elas que me fazem
 lutar. Apesar de não me sentir tão forte assim, apesar de haver
 muitos que querem me ver derrotada, me sinto mais forte do que
 nunca. Eu tenho uma arma poderosa em mãos, a verdade. Pode 
não parecer agora, mas o tempo só a fortalece. Sim, eu luto pelo
 meu amor e sempre lutarei. E enquanto meus olhos insistirem em
 se manter abertos e focados neste amor meu coração lutará, 
e muitos ainda terão que vir para me derrubar.






  Trago em mim marcas de guerra. 
Uma guerra contra minhas próprias fraquezas e sofrimentos,
 cicatrizes deixadas por cada decepção que já vivi. 
Mas essas marcas são a prova de que eu batalhei. 
E delas tenho orgulho, pois me lembram de tudo que já passei 
e me dão forças para continuar esse guerra sem fim, 
chamada vida.
 Emilisi Ribeiro





Eu fiquei dependente do cigarro, meu amigo. Depois que todos se foram, ele se tornou meu maior companheiro, ele e a solidão. Estou morrendo aos poucos, o cigarro está acabando comigo, mas o que mais acabou comigo, foi aquele teu amor, eu sofri tanto, que me tornei alguém que jamais imaginei ser. Eu fiz por você, o que ninguém faria por mim, agora cansei, estou vivendo muito bem assim, na solidão […] Estou amarga, cansei de ser doce, me olho no espelho, e não vejo mais aquela garotinha doce. Olha amigo, olha a pessoa que eu me tornei, olha a pessoa que você fez eu me tornar. As vezes eu chego a sentir pena de mim. Tanta coisa mudou, menos você, você continua o mesmo idiota de sempre. Mas eu mudei, talvez eu tenha me tornado alguém pior. Estou dependente do cigarro, igual eu era dependente de você, mas estou mais viciada no cigarro, do que no seu amor, “ex amor…”





Por um segundo, quero me livrar de você, por um segundo 
eu mataria você..parar sentir de perto a dor... para ter vontade 
de morrer também.Para sentir a paz que eu tento encontrar.
Eu mataria você para poder viver,acontece que isso 
é impossível..por que eu não consigo viver em um mundo 
que você não exista!






 Olhando no espelho noto-me contradição. 
Observo meus próprios olhos e relembro os tempos em que 
ainda havia brilho nos mesmos. Observo-os e vejo a tal decepção. 
Quem imaginaria olhar pra dentro de si mesmo um dia e sentir
 total agonia. Perdida em meus pensamentos desnorteados deixo
 escapar-me uma única lágrima como fiz naquela noite de
dezembro, permito-lhe e faço com que valha por um milhão.
 Permaneço aqui na calada da escuridão, observando,
 observando-me. Permaneço e sinto-me escrava da situação,
 presa sem rumo ou escapatória prestes a ser devorada 
em um único bote, por uma única lágrima…




"E eu que achava que tinha o maior coração do mundo, descobri que o meu de tão pequeno, transborda. E eu que me julgava colecionadora de pessoas, hoje digo que elas me colecionam. Não possuo ninguem, e nem tenho o direito de possui-las, mas essa lei não se aplica a mim, todos me têm, e isso é obvio. Não necessito do eternamente e eu que antes acreditava em meu pequeno principe com minha alma hoje já duvido do: ”Tu te tornas eternamente responsavel pelo o que cativas.” Eternamente é muito tempo, o eterno cansa, gosto do momento, do pouco que grava na alma e se torna muito. Não quero que ninguem se torne eternamente responsavel por mim, quero que alguem lembre de mim por um momento só, mas que lembre com um sorriso no rosto. E eu que odiava mudanças, mudei. E eu, que até pouco tempo sabia que eu era, e era capaz de num instante dizer minhas melhores qualidades e meus piores defeitos, hoje mal cabo em mim. Hoje mal sei quem sou."





São os olhos, exatamente os olhos, que eu mais ouço. 
A vida tem me ensinado, ao longo da jornada, que as palavras
 muitas vezes mentem. Os olhos, geralmente, não desmentem 
o que diz o coração.







Algumas vezes precisamos apenas de minutos para ter certeza,
para fazer uma escolha.Algumas vezes esses minutos se
 multiplicam por milhões de vezes..isso nos maltrata, dizem
que é o efeito que o amor causa..e que é exactamente o que 
ele precisa fazer.Acontece que se esses minutos diminuíssem 
até que se dissipassem e não existissem mais,não teríamos 
que pensar tanto.Talvez saberíamos como aceitar apenas um
 caminho,apagando e esquecendo qualquer erro do passado.






Nosso amor é proibido,  proibido pelo tempo, pelas circunstâncias
 da vida, proibido pela vida, e proibido pela morte. O amor que
 sinto por você é grande, é  do tamanho do infinito, mas é proibido.
O nosso amor é como crime, pecado, por isso é proibido.Ele pode
 ser proibido pela vida, mas não por Deus, pois só ele é capaz de 
nos sentirmos capazes de amar e ser amado. Nosso amor pode 
ser proibido pelo tempo, mas nossos corações não medem tempo,
 nem espaço, por isso é que eles se entregaram. Nossos corações
 sofrem mais do quê o nosso corpo, pois é ele que é o maior
 prejudicado. Nosso amor é proibido pelas circunstâncias da vida,
  mas não proibido pelas emoções. Por isso te amo, mesmo 
proibido, quero que seja eterno como o verdadeiro amor.








Eu estive em todos os lugares, á procura de alguém que 

possa me agradar... me amar toda noite... e estive em todos
 os lugares, á procura de você... procurando por você... 
onde você tem estado? Porque eu nunca vi você lá fora... 
você esta se escondendo de mim... em algum lugar na multidão?
 Onde você tem estado, em toda minha vida... por que você pode 
ter tudo que quiser, de qualquer forma, em qualquer dia... 
é só me mostrar onde esta você esta noite!





Agora é assim, primeiro eu. Quem não gostar das regras,
 não joga. Tô feliz, acredita? Olha só a irônia, 
fui buscar o amor e já tinha. Fui tentar ser feliz e já era.
 Fui tentar me encontrar e me perdi. E, que loucura, precisei 
me perder pra me valorizar. Coração vazio e sorriso cheio, 
que assim seja.








Minha vida mudou muito nos últimos anos. Eu mudei muito nos últimos anos. Mudei sem oferecer a menor resistência. Mudei sem me surpreender com as mudanças. Elas simplesmente apareceram, aconteceram, me invadiram e se instalaram. Então, eu finalmente me senti em casa dentro de mim mesma. E hoje, mais do que nunca, sinto que não devo nada para ninguém. A gente demora demais para se livrar de pesos e culpas. Mas um dia, finalmente, a gente acorda. E descobre que tem uma vida inteirinha pela frente.
Clarissa Corrêa 





Olho-me no espelho, vejo reflexos de uma pessoa amargurada, 
vejo rugas da velhice que vem chegando, uma velhice de
 pensamentos de um passado, que só o meu espelho pode ver, 
chego à frente dele e vejo o reflexo do meu antigo amor perdido,
perdido no que era inocência de criança. O meu espelho guarda 
os meus reflexos de uma vida em tristeza, manchado por minhas
 lágrimas que são divididas em dois eu...
eu e o espelho!







Você já olhou para atrás,e viu o seu o rastro de destruição?

É estranho, e assustador, ver o que você mesmo pode fazer...
 ficar frente a frente a um espelho de coisas ruins, você e seu
 reflexo... em pleno caos. Mais por mais dolorida que seja essa
 cena possa parecer... existem coisas que são mais notáveis.
 Como por exemplo. E se você amasse alguém que nunca pudesse
 ter, e se essa pessoa já te desmontou e montou como quis varias
 vezes o que você faria? O que você faria se descobrisse que 
o reflexo da outra pessoa é mais destrutivo que o seu?




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...